sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Buscando a Deus em oração


“Então vocês clamarão a mim, virão orar a mim, e eu os ouvirei. Vocês me procurarão e me acharão quando me procurarem de todo o coração. Eu me deixarei ser encontrado por vocês", declara o Senhor .”
 Jeremias 29:12-14a

-         Este caminho de liberdade, de comunicação com Deus é fruto da iniciativa divina em vir ao nosso encontro.
-         I Jo. 4:19 diz que “Ele nos amou primeiro” e Rom. 5:8 diz que Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores.”
-         Como resposta ao gesto divino, manifestamos nossa necessidade de comunhão com Deus, pois sabemos que podemos encontrar nele tudo que precisamos.
-         Somos assim atraídos pela misericórdia divina para andarmos em íntima comunhão com Deus.
-         Não, apenas, para declararmos a Deus as nossas necessidades, que ele conhece muito bem, mas para termos os nossos passos orientados na direção dos seus propósitos para conosco. Assim se expressou o salmista no salmo 25:14: “A intimidade do Senhor é para os que o temem, aos quais ele dará a conhecer a sua aliança.”
-         A vida de oração se constitui num princípio fundamental para o progresso da igreja, também. Devemos trazer aos encontros de oração nossos pedidos particulares sim, mas também devemos levar para nossa oração particular os motivos comunitários, pela igreja, pelo país, pelo mundo, pelos missionários, pelos que sofrem, etc.

A oração é vital para o cristão individualmente e para a igreja,  visando sempre a glória de Deus!

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Deus responde as orações dos justos

"A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos."
Tiago 5:16ª


-          Orar é o nosso maior privilégio, porque entramos na presença de Deus, perante o     
       trono da graça.
-          Orar é a respiração da alma.
-          Quando oramos entramos em terra santa.
-          Nela os querubins e serafins clamam Santo, Santo, Santo.
-          Homens que buscam a presença de Deus, saem com força renovada e podem exercer 
       uma influência abençoadora aos que vivem ao seu redor.

Vejamos alguns servos de Deus que foram atendidos em suas orações:

1)      Abraão foi atendido em sua súplica quando da destruição de Sodoma e Gomorra. (Gn 18:16-32)
2)      Jacó foi atendido quando estava em grande aflição desejando reconciliar-se com seu irmão Esaú. (Gn 32)
3)      Ezequias obteve respostas concretas (cura e mais tempo de vida). (2 Rs. 20:1-7)
4)      Neemias venceu todos os obstáculos para a reconstrução dos muros de Jerusalém através da oração.  (Ne 1:4-11).
5)      Os discípulos receberam, no Pentecoste, o Espírito Santo pela oração. ( At. 2).
6)      A oração abriu para Pedro as portas da prisão. ( At. 12:5-11).
7)      A oração trouxe chuva e fogo do céu. (Tg. 5:17,18; 1 Rs 18:37,38)

O QUE NÓS APRENDEMOS COM ISSO?
"Portanto, cheguemos perto de Deus com um coração sincero e uma fé firme, com a consciência limpa das nossas culpas e com o corpo lavado com água pura".
Que devemos, portanto, conforme Hebreus 10:22, aproximar-nos de Deus:
1)      Com sincero coração;
2)      Em plena certeza de fé;
3)      Tendo os corações purificados
4)      E livres da má consciência.